José Luiz Fontes assume a direção da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS)


Ao lado de Juliana Cardoso, que esteve à frente da CDRS em 2019, o novo gestor conversou com servidores e extensionistas durante reunião realizada no dia 7 de janeiro, na sede da CDRS em Campinas.


Enfatizando o novo momento da extensão rural e as novas demandas do Agro, segmento que está em constante transformação, o engenheiro agrônomo José Luiz Fontes, que há 36 anos faz parte do quadro técnico da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, assumiu, no início de janeiro, a gestão da CDRS, órgão responsável pela extensão rural paulista.

Com ampla experiência e conhecimento na administração e na atuação direta junto aos produtores rurais, por conta de sua base formada nos anos de trabalho na linha de frente da Secretaria, a Casa da Agricultura, Fontes, em reunião realizada na sede da CDRS, falou sobre as expectativas para o trabalho à frente da instituição ao público formado por funcionários da administração em Campinas e também aos diretores e extensionistas das Regionais de Campinas, Bragança Paulista, Limeira, Sorocaba e Mogi Mirim.

“As diretrizes do governo do Estado são para que os órgãos públicos atuem de forma integrada, com sinergia de ações para potencialização de resultados. Estamos no segundo ano de governo; muito foi construído neste primeiro ano, mas precisamos ganhar ainda mais eficiência nas ações e apresentar resultados que atendam às necessidades dos agricultores, os quais são a principal razão da existência da extensão rural. O momento é de dar continuidade aos trabalhos e aprimorar as ações da instituição. Conheço o valor e a capacidade da equipe, e estou totalmente aberto a ouvir e dialogar com todos, para que possamos efetivar ações que atendam com eficácia e efetividade ao nosso público-alvo, apoiando-o neste novo cenário global, quando não basta produzir com eficiência e qualidade, tem que ser profissional e gestor, com responsabilidade socioambiental”, informou o coordenador da CDRS.

Sobre as ações e os projetos que estão sendo implementados pela Secretaria de Agricultura, visando ao fortalecimento do trabalho conjunto com os municípios e a valorização das Casas da Agricultura, Fontes salientou que o enfoque será na eficiência no atendimento. “Manteremos o foco na gestão no meio rural, da produção à comercialização, e na ampliação de parcerias, visando aumentar os recursos financeiros para o desenvolvimento de ações e projetos em benefício dos pequenos e médios agricultores. Nosso objetivo é ampliar o leque de parceiros e de ações”.


Secretário Gustavo Junqueira fala sobre a nomeação do novo coordenador da CDRS

Sobre a posse de José Luiz Fontes, o secretário de Agricultura e Abastecimento, Gustavo Junqueira, destacou a importância de mudanças para implementação de grandes projetos. “Na liderança da CDRS, nomeamos José Luiz Fontes, engenheiro agrônomo que atua na Secretaria de Agricultura há mais de 30 anos, com especialização em gestão ambiental, o qual já foi responsável por diversos setores da pasta, em especial ocupando o cargo de coordenador da CATI entre 2009 e 2011. Contando com a sua experiência, temos a certeza de que ele trará à CDRS o foco na execução de projetos destinados ao aumento da renda dos produtores rurais, com uma gestão planejada e eficiente de todo o território rural, como a implementação do Código Florestal no Estado de São Paulo e a modernização da extensão rural”, ressaltou o secretário, enfatizando que as alterações e alternâncias de lideranças “nos permitem dar mais um passo em direção a maior eficiência da Secretaria em seus processos, produtos e serviços, consolidando os pilares da política pública Cidadania no Campo, que promove a aproximação de um Estado eficiente dos produtores paulistas”.


Balanço das ações da CDRS em 2019

Em sua fala aos servidores da CDRS, Juliana Cardoso, que a partir de agora assumirá a gestão da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), entidade também ligada à pasta da Agricultura, instituição em que irá focar na consolidação e planejamento de projetos estratégicos e desenvolvimento do agronegócio, enalteceu o compromisso dos funcionários da CDRS e as conquistas das ações implementadas ao longo de 2019.

“Fico muito honrada e feliz por ter atuado à frente desta Coordenadoria com uma equipe tão competente e comprometida, que tem uma relação diferenciada com o cidadão. Em todos os lugares nos quais estiver na Secretaria ou na vida, vou me lembrar desse compromisso. Sou grata a todos que acreditaram e confiaram nesta liderança para fazer as mudanças necessárias. Deixamos uma base para repensar a assistência técnica e a extensão rural (Ater) e a nossa forma de interação com o público. São duas grandes prioridades que ficam aqui na CDRS para dar continuidade: a implementação do Programa de Regularização Ambiental (PRA), que precisa ser executado pelo Estado, e o trabalho focado no aumento da renda das propriedades. O secretário de Agricultura sempre nos leva a pensar sobre a visão de gestão 360°, aquela que passa pela gestão da propriedade, da produção, financeira e mercadológica, e ambiental, de forma integrada, fazendo com que as propriedades tenham renda maior, consigam se fortalecer e entrar no mercado”, avaliou Juliana, destacando que foram feitas ações, especialmente nas questões administrativas, para estruturar este trabalho, com planejamento.

Juliana encerrou sua fala enaltecendo a importância do trabalho conjunto. “Eu levarei para o desenvolvimento do agronegócio este entendimento do trabalho dos extensionistas na ponta, de como podemos ter um Estado mais eficiente dialogando com os produtores e a sociedade. Iremos atuar na Codeagro com vários projetos, focando na melhoria da eficiência, trazendo mais gestão tecnológica para a Secretaria, com integração entre todos os agentes técnicos pasta, pois juntos somos mais fortes e teremos mais e melhores resultados”.


Breve currículo do coordenador da CDRS

José Luiz Fontes começou sua vida profissional na Casa da Agricultura de Pederneiras, em 19 de janeiro de 1984. Em 1993, foi trabalhar na Divisão Regional Agrícola de Bauru como assistente de socioeconomia e depois de recursos naturais. Em 1997, veio para Campinas auxiliar na preparação do Programa Estadual de Microbacias Hidrográficas e nas negociações do acordo de empréstimo com o Banco Mundial.

No período de 1999 a 2000, respondeu pela diretoria do Escritório de Desenvolvimento Rural de Bauru, Regional da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI).

Retornou a Campinas de 2000 a 2009, na Gerência de Planejamento do Programa Estadual de Microbacias Hidrográficas (MIcrobacias I), ocupando nesse período os cargos de diretor do Departamento de Comunicação e Treinamento e coordenador substituto. Entre 2007 e 2010, coordenou a elaboração e negociação com Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) - Banco Mundial para o Microbacias II – Acesso ao Mercado.

Em setembro de 2009, assumiu como coordenador da CATI – órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento responsável pela assistência técnica e extensão rural, com uma capilaridade em todo o território paulista, posto que ocupou até setembro de 2011.

Entre 2012 e meados de 2015, trabalhou como assessor na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

De 2015 a 2019, José Luiz Fontes esteve à frente da Assessoria Técnica do Gabinete da Secretaria de Agricultura e Abastecimento.


Mais informações: (19) 3743-3870 ou 3743-3859
imprensa.cdrs@sp.gov.br